Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Orçamento familiar

Mais uma vez andamos nós uma lufa-lufa de ginástica orçamental: procuro na minha cabeça «novos truques» e apostas para «sobreviver» a este clima de recessão e desgraça que se volta a avistar...
Num blog estupendo e que sigo li:


«Se há uma coisa que sempre me irritou profundamente são conversas acerca de dinheiro.
Não concebo que se pergunte a outra pessoa quanto é que ela ganha, e depois, fazer constatações duvidosas acerca do seu estilo de vida.
Acho que ninguem tem nada a ver com isso!
Acho de incrível mau tom encontrar conhecidos na rua, em que 2 minutos depois estão a contar como a filha mudou de emprego , e que agora vai ganhar x€!
Deve ser mania do português ter de saber quando ganha o vizinho, o primo, a filha do colega de trabalho, ..., para poder comparar.
Além de tudo mais detesto comparações de todos os níveis.
Tanta conversa para chegar a uma simples conclusão. Independentemente do que cada um de nós ganha, o importante é saber gerir o que se ganha, e saber viver de acordo com aquilo que se ganha. Parece obvio. A coisa complica-se para quem ganha o salário mínimo, tem suportar uma família. Há histórias de vida muito difíceis...»


Tenho de ser franca comigo mesma e admitir: eu própria não diria melhor! A criadora destas palavras parece que vive na minha cabeça há algum tempo... Mas, verdade das verdades andamos todos a «ginasticar»!


Vou passar a colocar aqui alguns dos truques que encontrar. Sim, truques, porque a solução já todos nós sabemos qual é. 



Sem comentários:

Publicar um comentário